Médico acusado de passar à frente doentes do privado na lista de cirurgias do SNS 0 67

Médico acusado de passar à frente doentes do privado na lista de cirurgias do SNS

03 de Agosto de 2015

O Ministério Público acusou o ex-diretor do serviço de Otorrinolaringologia do Hospital de Santa Maria do crime de abuso de poder, alegadamente por ter operado no hospital público vários dos doentes que seguia no consultório privado, passando-os à frente de outros que já estavam na lista de espera para cirurgia. 

 

Segundo a acusação houve doentes do consultório privado operados no mesmo dia em que foram inscritos na lista de espera do Hospital Santa Maria. Um deles passou à frente de 162 doentes. O advogado do arguido garante que vai pedir abertura de instrução, processo em que a defesa pode apresentar novas provas na tentativa de evitar a ida a julgamento.

 

Segundo o despacho de acusação, que o “DN” consultou, Mário Andrea propunha aos doentes que acompanhava no consultório privado – consoante a situação socioeconómica ou relação pessoal que tinha com os mesmos – que fossem operados por si no Hospital de Santa Maria, mesmo não sendo seguidos naquela unidade. 

 

Dos indícios apurados pelo Ministério Público (MP), de 202 cirurgias realizadas entre 1 de janeiro de 2008 e 6 de fevereiro de 2013, 127 foram de doentes privados. A acusação refere que para receber estes doentes e tratar de todo o processo burocrático da inscrição, o médico pedia ao pessoal administrativo, em especial aos que também trabalhavam com ele no consultório privado, que acompanhassem os doentes. Mário Andrea foi diretor do serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Santa Maria entre outubro de 1983 e novembro de 2013, altura em que se reformou.

Envie este conteúdo a outra pessoa