Marta Temido: A nova ministra da Saúde 0 385

A nova ministra da Saúde, Marta Temido, 44 anos, conhece bem e por dentro a máquina do Ministério da Saúde. Esteve à frente da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) durante dois anos.

Saiu em dezembro de 2017, no final de um mandato marcado por uma relação tensa com Adalberto Campos Fernandes, o ministro que agora vai substituir e que a tinha convidado para liderar a ACSS.

Licenciada em Direito, com especialização em administração hospitalar, um doutoramento em saúde internacional e uma tese dedicada à partilha de funções entre médicos e enfermeiros, ganhou alguma visibilidade quando presidiu à Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares, entre 2013 e 2015.

Antes disso, tinha tido experiência de gestão em vários hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), como o IPO do Porto e o Centro Hospitalar de Coimbra. Integrou também o grupo da Gulbenkian que se dedicou, entre 2013 e 2014, a estudar a sustentabilidade e o futuro do SNS.

Atualmente, ocupava os cargos de subdiretora do Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa, onde se doutorou, e de presidente não executiva.

O primeiro-ministro propôs a nomeação de Marta Temido para nova ministra da Saúde, em substituição de Adalberto Campos Fernandes, o que foi aceite pelo Presidente da República.

Envie este conteúdo a outra pessoa