Leo Pharma com prejuízos em 2019 0 256

A farmacêutica Leo Pharma, informou através de comunicado, que em 2019 teve prejuízos a rondar os 172 milhões de euros.

A empresa indica que os prejuízos rondaram os 1.287 milhões coroas dinamarquesas em 2019 (cerca de 172 milhões de euros à taxa de câmbio atual), o que justifica com o aumento dos custos em pesquisa e desenvolvimento e a integração de portefólio de produtos da Bayer.

Já as receitas aumentaram 4% para os 10.805 milhões de coroas dinamarquesas (cerca de 1.446 milhões de euros ao câmbio atual).

Este aumento de receitas foi atribuído ao “forte desempenho” de produtos para psoríase, sobretudo a terapia tópica, lançamento de medicamentos biológicos e ao “portefólio de produtos adquiridos à Bayer”.

No mesmo comunicado, a Leo Pharma indica ter tratado de 92 milhões de doentes (mais 21% do que em 2018) e que investiu 23% das suas receitas em pesquisa e desenvolvimento.

Para 2020, a empresa prevê um crescimento de receitas entre 2% e 5%. A aposta vai-se manter na pesquisa para tratamentos de dermatite tópica.

Envie este conteúdo a outra pessoa