IPSS podem vir a receber idosos abandonados em hospitais 221

09 de Março de 2015

As Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), o Ministério da Saúde e o Ministério da Solidariedade e Segurança Social estão a avaliar a possibilidade de as IPSS acolherem idosos abandonados nos hospitais.

O acordo de cooperação deverá ser assinado até final de abril e entrará em vigor a partir de maio.

«Há pessoas abandonadas nos hospitais, apesar de terem alta, porque não têm retaguarda familiar, nem meios financeiros e, portanto, nós consideramos que devemos dar a mão a essas pessoas que são as carenciadas entre as carenciadas», salientou o padre Lino Maia, presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS).

As instituições têm vagas e estão disponíveis para as contratualizar, lembrou ao jornal “i” o dirigente.

Lino Maia frisou que nas grandes cidades os casos de «abandono» de idosos nos hospitais são maiores porque não têm apoio, já nas regiões do interior há uma maior retaguarda familiar.

No futuro, o presidente da CNIS considerou que as instituições devem ser vistas como parceiras, entendendo ser importante criar-se uma plataforma do setor para que haja uma «voz» onde todos se reconheçam.

Envie este conteúdo a outra pessoa