INSA: Portugal teve mais de mil novos casos de VIH no ano passado 0 57

Mais de mil novos casos de infeção por VIH surgiram em Portugal no ano passado, sendo o grupo etário entre os 25 e os 29 anos o que teve taxa mais elevada de novos diagnósticos, avança um relatório oficial do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

De acordo com o relatório “Infeção VIH e sida” relativo a 2017 publicado hoje pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), no ano passado houve 1.068 novos diagnósticos de VIH, o que corresponde a uma taxa de 10,4 novos casos por 100 mil habitantes

A idade mediana à data do diagnóstico dos novos casos foi de 39 anos, sendo que nos casos dos homens que têm sexo com homens a mediana registou o valor mais baixo de todos os grupos, com 32 anos.

Em 2017, registou-se ainda 261 mortes em pessoas com VIH, 134 delas em estádio sida, a fase mais avançada da infeção. A idade mediana à data da morte foi de 52 anos.

Em termos cumulativos, entre 1983 e final de 2017 foram diagnosticados quase 58 mil casos de infeção por VIH, dos quais mais de 22 mil atingiram o estádio de sida, tendo ocorrido mais de 14.500 mortes.

No entanto, «a análise das tendências temporais da epidemia nacional revela, para a última década, uma descida de 40% no número de novos diagnósticos», indica o relatório a que o NETFARMA teve acesso.

Envie este conteúdo a outra pessoa