INSA: Gripe com tendência crescente em Portugal 470

De acordo com o boletim divulgado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), os casos de gripe em Portugal estão com tendência crescente em todo o país.

No boletim referente à semana entre 21 e 27 de março, o INSA afirma haver uma “atividade gripal com tendência crescente” e uma “atividade epidémica disseminada”.

Citando os dados da Rede Portuguesa de Laboratórios para o Diagnóstico da Gripe, o INSA adianta que a taxa de incidência estimada de gripe foi de 22,7 por 100 mil habitantes, e a taxa de incidência de infeção respiratória aguda foi de 34,1 por 100 mil habitantes.

Segundo a Rede Portuguesa de Laboratórios para o Diagnóstico da Gripe (Hospitais), durante esta semana, foram detetados três casos de gripe A (subtipo AH3), foi observado um aumento do número de casos de gripe, o que vem acontecendo nas últimas quatro semanas, e foram identificados 643 casos positivos para o vírus da gripe, dos quais 637 do tipo A e 2 do tipo B.

Até ao momento, foram detetados 65 casos de co-infeção pelo vírus da gripe e SARS-CoV-2 (que provoca a doença covid-19).

Quanto à gravidade dos casos, o boletim indica que foram reportados três casos de gripe (Influenza A) pelas 19 unidades de cuidados intensivos que mandaram informação, e mais quatro casos de Influenza A (H3N2) nas três enfermarias que enviaram informação.

Envie este conteúdo a outra pessoa