Inglaterra: Médicos aconselhados a recomendar mel e MNSRM em casos de tosse 0 117

Inglaterra: Médicos aconselhados a recomendar mel e MNSRM em casos de tosse

 

 

27 de agosto de 2018

O mel e os medicamentos não sujeitos a receita médica devem ser recomendados pelos médicos ingleses como tratamento de primeira linha para a tosse, segundo as novas diretrizes propostas pelo Instituto Nacional de Excelência Clínica e de Saúde (NICE), da Grã-Bretanha. Em causa está a prescrição excessiva de antibióticos, um problema que também ocorre em Portugal.

A inclusão do mel e de medicamentos à base de ervas nas novas orientações em Inglaterra surge na sequência dos resultados de alguns estudos que demonstraram que o uso deste produto pode aliviar os sintomas, o que não tem acontecido com outros remédios caseiros.

De acordo com uma investigação publicada este ano, a que o jornal “Diário de Notícias” teve acesso, 41% das consultas de doentes com tosse resultaram na prescrição de antibióticos, uma percentagem que não deveria ter ultrapassado os 10%.  

Para o presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), Rui Nogueira, esta é uma medida muito importante para diminuir a resistência aos antibióticos, mas confessa ter dúvidas quanto à utilidade do mel.

«Há a noção de o mel ser mucolítico», no entanto, o presidente considera que «não haverá qualquer relação a não ser o bem-estar».

Envie este conteúdo a outra pessoa