Hospital São João confirma indícios de fraude em duas situações detetados em 2009 131

Hospital São João confirma indícios de fraude em duas situações detetados em 2009

14-Fev-2014

O Centro Hospitalar de São João (CHSJ) disse hoje que, na sequência de auditorias internas, em 2009, foram detetados indícios de fraude em duas situações que lesam a ADSE e aquela unidade hospitalar, envolvendo dezenas de colaboradores.

A edição de hoje do “Jornal de Notícias” avança que doze médicas, enfermeiras e outras funcionárias do Hospital São João, no Porto, foram acusadas de falsificar documentos de supostos tratamentos dermatológicos para fazer depilações à custa da ADSE.

Em comunicado, esta unidade de saúde confirma que «no decorrer de auditorias internas feitas pelo Centro Hospitalar de São João, em 2009, foram detetados indícios de fraude em duas situações que lesam a ADSE e o CHSJ», envolvendo os dois casos dezenas de colaboradores daquela unidade hospitalar.

«O primeiro caso foi comunicado ao Ministério Público que o levou a julgamento, do qual resultou uma condenação com obrigação de indemnização ao CHSJ, mas encontra-se pendente de recurso», esclarece o mesmo comunicado, citou a “Lusa”.

No segundo caso, de acordo com o hospital, «os elementos apurados pelo CHSJ foram igualmente remetidos para o Ministério Público que deduziu acusação», estando o hospital a acompanhar e a aguardar a realização do julgamento.

Envie este conteúdo a outra pessoa