Hacking Health contou com 92 inscritos e 24 equipas 0 234

Realizou-se a 11 de outubro, o “Hacking Health”, o primeiro hackathon em Saúde, que teve 92 inscritos e contou com 24 equipas.

Este evento desafiou os participantes a pôr a sua criatividade à prova ao criarem novas soluções tecnológicas aplicadas à saúde. Durante 18 horas procuraram encontrar soluções inovadoras, através das tecnologias da Microsoft, Oracle e Outsystems, com a atribuição de um prémio de 3.000 euros.

O projeto medGPS, com a tecnologia Outsystems, foi o grande vencedor desta primeira edição. Este consiste numa aplicação móvel que irá facilitar a forma como o utente obtém a informação da disponibilidade de um determinado Produto ou Medicamento, permitindo assim o acesso a Produtos de Saúde, ao mesmo tempo que se aumenta a eficiência de todo o processo.

Para além do primeiro prémio, foram atribuídas duas menções honrosas.

Uma delas foi o projeto Pharma.QUEST, baseado em tecnologia Oracle. Este é um assistente virtual facilitador de acesso aos cuidados de saúde, que a partir da informação da Receita sem Papel identifica os produtos e as Farmácias mais perto que poderão aviar o pedido.

A outra menção honrosa foi para o projeto EVA, um chatbot, também baseado em tecnologia Oracle, dedicado a aumentar a eficiência nos cuidados de saúde. Através do chatbot é possível resolver um problema técnico sem requerer ajuda externa humana, evitando assim tempo desperdiçado.

Organizado pela Glintt Inov, departamento da Global Intelligent Technologies dedicado à Inovação, o “Hacking Health” contou com o apoio da Taikai, da Microsoft, da Oracle e da Outsystems.

Envie este conteúdo a outra pessoa