Farmácias e hospitais em rutura de medicamentos Comentários fechados em Farmácias e hospitais em rutura de medicamentos 178

Farmácias e hospitais em rutura de medicamentos

10 de outubro de 2014

A vacina contra a tuberculose está entre os quatro medicamentos em falta que não podem ser substituídos por outros. Para esta vacina, a solução pode estar na importação, segundo o “DN”.

A indisponibilidade de matérias-primas, problemas na produção ou acondicionamento, recolhas de lotes por motivos de segurança, decisão de os fabricantes não colocar ou repor em quantidades menores os medicamentos no mercado são algumas das principais razões para esta rutura.

Médicos referem que os casos de falhas continuam a aumentar. Há medicamentos antigos que deixam de ser rentáveis para a indústria farmacêutica e outros, inovadores, que não chegam a Portugal. Cerca de 70% dos remédios em falta concentram-se em quatro grupos: sistema nervoso central, aparelho respiratório e cardiovascular, hormonas e doenças endócrinas. Estão entre estes casos alguns tratamentos para asma, hipertensão, psicofármacos, insulinas e antidiabéticos.

Envie este conteúdo a outra pessoa