Exportações em Saúde crescem 8,8% no primeiro trimestre de 2020 364

Segundo dados da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), tendo como fonte o Instituto Nacional de Estatística (INE), as exportações em Saúde atingiram os 377 milhões de euros no primeiro trimestre de 2020, o que se traduz num crescimento de 8,8%, quando comparado com igual período do ano anterior.

Em contrapartida, as exportações nacionais de bens apresentam um decréscimo de 3,3%, tendo em conta o mesmo período do ano passado.

Neste valor de exportações estão incluídas a fabricação de produtos farmacêuticos de base, a fabricação de preparações farmacêuticas, a fabricação de equipamento de radiação e electromedicina e a fabricação de instrumentos e material médico-cirúrgico.

Estes números refletem os esforços desenvolvidos por empresas e entidades do sector no sentido de consolidar a presença de Portugal nos mercados externos.

De acordo com o Health Cluster Portugal, o objetivo até 2025 é o de ultrapassar os 2,5 mil milhões de euros de exportações em saúde.

Lembrar que o setor da saúde representa no nosso país, um volume de negócios anual na ordem dos 30 mil milhões de euros e um valor acrescentado bruto de cerca de 9 mil milhões.

Esta é uma área que envolve perto de 90 mil empresas e emprega cerca de 300 mil pessoas.

Envie este conteúdo a outra pessoa