Exportações em Saúde crescem 7,5% no primeiro semestre de 2019 0 162

Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, divulgados pelo Health Cluster Portugal – Polo de Competitividade da Saúde (HCP), as exportações em Saúde atingiram os 694 milhões de euros no primeiro semestre de 2019, o que se traduz num crescimento de 7,51%, quando comparado com igual período do ano anterior.

De acordo com os dados indicados, “as exportações da área da Saúde cresceram assim a um ritmo superior à restante economia, uma vez que, em comparação com o ano anterior, as exportações portuguesas no primeiro semestre tiveram um crescimento de 2,9%”.

“Estes números reforçam a importância do setor da Saúde em Portugal, que representa um volume de negócios anual na ordem dos 30 mil milhões de euros e um valor acrescentado bruto de cerca de 9 mil milhões, envolvendo perto de 90 mil empresas e empregando quase 300 mil pessoas”, avança o comunicado da HCP.

O presidente do HCP, Salvador de Mello, considera que os mais recentes dados sobre as exportações em Saúde “confirmam a importância e o potencial do setor na economia nacional e reforçam os objetivos definidos no pacto de competitividade e internacionalização. Enquanto polo agregador na área da saúde, o HCP congratula-se com esta evolução”.

A importância do setor já tinha sido reconhecido pelo Governo, através do Ministério da Economia, que assinou em março passado, com o Health Cluster Portugal (HCP), um pacto de competitividade e internacionalização para a Saúde.

Neste pacto ficou definido como objetivos estratégicos para o setor ultrapssar, até 20125, os 2,5 mil milhões de euros de exportações em saúde e triplicar o valor dos ensaios clínicos realizados em Portugal, de 50 para 150 milhões de euros, e o número de doutorados a trabalhar em empresas da Saúde, passando de 250 para 750.

Envie este conteúdo a outra pessoa