EUA aprovam vacina da Pfizer para pessoas a partir dos 16 anos 228

A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos da América (FDA, na sigla norte-americana), aprovou, esta segunda-feira, a vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid-19 para pessoas a partir dos 16 anos, que desde dezembro do ano passado beneficiava de uma licença de utilização urgente.

O regulador do medicamento norte-americano emitiu um aviso prévio sobre o risco acrescido de miocardite, uma inflamação do músculo cardíaco, mais elevado entre os jovens do sexo masculino, especialmente após os sete dias da segunda toma da vacina.

A vacina continua sob autorização condicionada para os adolescentes dos 12 aos 15 anos.

O regulador espera ainda que a aprovação definitiva desta vacina, administrada em duas doses, aumente a taxa de imunização no país.

A decisão da FDA acontece depois do número de infeções e hospitalizações ter disparado nos Estados Unidos da América, devido à variante Delta do novo coronavírus.

Depois deste anúncio, a FDA irá analisar a informação sobre a vacina Moderna, assente na mesma tecnologia – e dada igualmente em duas doses -, para efeitos de uma aprovação definitiva.

De realçar que, este mês, foi autorizado nos EUA a utilização de emergência da terceira dose em pessoas imunodeprimidas, como doentes transplantados ou com cancro.

Envie este conteúdo a outra pessoa