Estudo: Dose de vacina Pfizer após duas Coronavac aumenta anticorpos em 20 vezes 105

Segundo um estudo realizado Uruguai, uma dose da vacina Pfizer-BioNTech após duas da chinesa Coronavac multiplica por 20 o nível de anticorpos contra a covid-19.

Estes são os resultados preliminares de uma investigação que está a ser realizada desde março, pelo Instituto Pasteur de Montevideu e pela Universidade da República (Udelar), sobre a evolução dos níveis de anticorpos contra a SARS CoV-2 em função das vacinas e doses administradas.

O estudo, que envolve mais de 200 voluntários, deve durar dois anos e prevê que sejam feitos regularmente testes serológicos.

Nos dados agora divulgados, um subgrupo de 57 pessoas que receberam duas doses de Coronavac e depois uma dose de Pfizer-BioNTech fizeram quatro análises ao sangue: uma antes da vacinação, outra 18 dias depois, outra 80 dias após a segunda dose de Coronavac, e uma última 18 dias após a terceira dose de Pfizer-BioNTech.

Após a primeira análise ao sangue, nenhum dos participantes tinha anticorpos específicos contra o vírus. Após a segunda, 100% dos voluntários tinham anticorpos, mas a níveis variáveis. Depois da terceira análise houve uma diminuição geral dos anticorpos em comparação com o teste anterior. Após o quarto exame, todos os participantes mostraram um aumento dos níveis de anticorpos em média 20 vezes superior aos resultados do teste de sangue anterior.

Envie este conteúdo a outra pessoa