Especialista: «Médicos e farmacêuticos não conseguem comunicar uns com os outros» 0 149

Especialista: «Médicos e farmacêuticos não conseguem comunicar uns com os outros»

14 de Abril de 2016

O médico de família, José Luís Biscaia, considera que médicos e farmacêuticos se «relacionam bem» mas «não conseguem comunicar uns com os outros», apesar de terem de «trabalhar em conjunto».

Na opinião do profissional de saúde, partilhada hoje no 12º Congresso das Farmácias, o desafio atual é «deixar de se questionar quem faz o quê e passar a questionar o que pode ser feito».

José Luís Biscaia participa no projeto piloto USFarmácia, apresentado no Congresso, que pretende testar um modelo de colaboração entre as Unidades de Saúde Familiares e as farmácias, de modo a beneficiar a saúde dos utentes.

Suzete Costa, do Centro de Estudos e Avaliação em Saúde, explicou que apesar de esta ser uma iniciativa que ainda está «a dar os primeiros passos», o objetivo será «replicar esta intervenção, mediante avaliação externa».

Acompanhe o Congresso através do Portal Netfarma. Siga a cobertura diretamente do Centro de Congressos de Lisboa.

Envie este conteúdo a outra pessoa