EMA aprova terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos 183

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla inglesa) aprovou, esta segunda-feira, a administração da terceira dose da vacina da Moderna contra a covid-19 para os cidadãos com 18 ou mais anos de idade.

Em comunicado, a EMA explica que os mais recentes dados apontam para que a administração da terceira dose da Spikevax, entre seis e oito meses após a segunda toma, “possa aumentar os níveis de anticorpos em adultos”.

Assim, a agência reguladora europeia do medicamento concluiu que poderá ser considerada uma dose de reforço desta vacina, que consiste em metade da dose utilizada na primeira vacinação.

Segundo a EMA, os dados atuais mostram que os efeitos secundários após a dose de reforço são semelhantes aos da segunda dose.

A agência europeia adianta ainda que não conhecidas “doenças cardíacas inflamatórias ou outros efeitos secundários muito raros após uma dose de reforço”, reforçando que o processo está a ser “cuidadosamente monitorizado”.

No início do mês de outubro, a EMA já tinha dado luz verde a terceira dose da vacina da BioNTech/Pfizer, que, em Portugal, começou a ser administrada há duas semanas em pessoas com mais de 65 anos de idade.

Para mais informações, pode consultar o comunicado aqui.

Envie este conteúdo a outra pessoa