É possível comunicar? 0 402

É uma das lições mais importantes, mas também das mais facilmente esquecidas, em qualquer processo comunicativo: é importante ser simples.
É que se a escola de Palo Alto nos relembra que é impossível não comunicar, pois todo o comportamento é uma forma de comunicação (e basta pensar na quantidade de informação que um silêncio pode conter), também não nos devemos esquecer que é extraordinário conseguirmos entender-nos. Afinal, havendo muita coisa que nos une, também há muita que nos separa: temos motivações diferentes, interesses distintos e usamos vocábulos que nem sempre são os mesmos.

Assim, entre um emissor e um recetor, há muitas barreiras que podem dificultar a comunicação; nem que seja por não termos tempo e paciência para ouvirmos o que nos querem dizer. Na Publicidade, isso é, muitas vezes, uma realidade presente.
Um dos modos de contornar estas dificuldades é a simplicidade. Ser simples torna mais fácil ter quem nos ouça. Ser simples torna mais fácil que percebam o que queremos dizer.

Pessoa colocou tudo isto numa frase: “Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?”

João Barros

Professor Convidado na Escola Superior de Comunicação Social e Investigador no Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

Envie este conteúdo a outra pessoa