Covid-19: UE com dificuldade em doar vacinas a África 100

O diretor da Autoridade de Preparação e Resposta a Emergências Sanitárias, criada pela Comissão Europeia, Pierre Delsaux, anunciou que a União Europeia está a ter dificuldades em doar vacinas contra a covid-19 a países africanos.

“Simplesmente, esses países não estão disponíveis para as receber”, acrescentou Pierre Delsaux.

De acordo com o diretor da agência europeia para a segurança sanitária, “se se falar com povos africanos, têm a ideia de que a covid-19 acabou e têm a ideia de já não é preciso ter vacinas. Estamos a dar o nosso melhor para dizer a esses países que ainda continuam a ter de vacinar a população”, declarou.

Uma das ideias passa por financiar os países destinatários de doações campanhas para sugerir aos seus cidadãos “a importância e os benefícios” de se vacinarem.

Atualmente, a agência está também a intervir junto dos refugiados ucranianos que estão a chegar a países da União Europeia, e que “podem ter que ser novamente vacinados para a covid-19”.

Além disso, “alguns desses refugiados enfrentam doenças que não há necessariamente tanto na parte ocidental da Europa”, frisou, exemplificando com a tuberculose, que “está mais disseminada na Ucrânia do que em outras partes da Europa”.

Envie este conteúdo a outra pessoa