Covid-19: Portugal continua a usar remdesivir apesar de nova orientação da OMS 202

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, afirmou, que apesar de a Organização Mundial de Saúde o desaconselhar, Portugal vai continuar a usar o antiviral remdesivir para tratar a covid-19 enquanto não tiver outra orientação da Agência Europeia do Medicamento.

Esta posição surge depois da recomendação divulgada esta sexta-feira, dia 20 de novembro, em que peritos da OMS consideram que “não há provas de que o remdesivir tenha qualquer benefício para os doentes e desaconselham o seu uso, quer pela possibilidade de efeitos secundários quer pelo que implica a sua administração”, que tem que ser intravenosa.

A OMS considera que o remdesivir “não tem qualquer efeito significativo na mortalidade ou noutros resultados importantes para os doentes, como a necessidade de ventilação ou a rapidez nas melhoras”.

Envie este conteúdo a outra pessoa