Covid-19: Para a OMS não é prioritário vacinar crianças 327

Kate O’Brien, especialista em vacinas da Organização Mundial da Saúde (OMS), indicou que não é prioridade imunizar crianças contra a covid-19, tendo em conta o suprimento global extremamente limitado de doses.

“Quando estamos neste lugar realmente difícil, como estamos agora, onde o fornecimento de vacinas é insuficiente para todos no mundo, imunizar crianças não é uma prioridade agora”.

Em conferência de imprensa, a especialista indicou que as crianças não deveriam ser o foco dos programas de imunização à covid-19, mesmo com um número crescente de países ricos a autorizar a vacinação contra o coronavírus em adolescentes e crianças, tais como Canadá, Estados Unidos e alguns países da União Europeia.

A especialista defende que a prioridade é garantir que os profissionais de saúde e os idosos, ou aqueles com doenças subjacentes, sejam vacinados antes de adolescentes e crianças.

Para O’Brien o apropriado seria imunizar crianças contra o coronavírus “no devido tempo, quando o fornecimento aumentar muito mais substancialmente”.

WordPress Ads

Envie este conteúdo a outra pessoa