Covid-19: OMS pede uma campanha de vacinação igualitária 240

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, chamou a atenção para o fato de que 75% das vacinas contra o novo coronavírus foram utilizadas em apenas 10 países, pedindo uma campanha de vacinação igualitária.

“As vacinas contra a covid-19 estão a ser dadas em 50 países em todo o mundo, quase todos nações ricas e 75% das doses foram inoculadas em apenas 10 países”, indicou na Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa.

Tedros Adhanom Ghebreyesus considerou que não seria correto que os adultos jovens e sãos dos países ricos se vacinassem antes dos idosos e profissionais de saúde dos países pobres.

O diretor-geral da agência da ONU reforçou ainda que “a situação é agravada pelo facto da maioria dos fabricantes priorizar a aprovação regulatória nos países ricos, em vez de apresentar dossiers completos à OMS para a listagem de emergência”.

Tedros falou ainda de acordos bilaterais entre as empresas e os países, que estão a provocar uma corrida de preços, declarando-se preocupado com o “perigo real” da vacina só trazer esperança aos países ricos, enquanto grande parte do mundo fica para trás.

O responsável defendeu ser essencial que o programa COVAX, iniciativa internacional para estender a campanha de imunização a todos os países, receba essas doses extra “rapidamente” e “não as sobras que existirão dentro de muitos meses”.

“Temos de trabalhar em conjunto para dar prioridade aos que apresentam maior risco em todos os países”, afirmou.

Envie este conteúdo a outra pessoa