China diz que mortes de bebés não estão ligadas a vacina da hepatite B 272

As autoridades de saúde chinesas não encontraram ligação entre a vacina da hepatite B fabricada pela Kangtai Biological Products e a morte de 17 crianças pouco tempo depois de terem sido imunizadas.

06-Jan-2014

As autoridades de saúde chinesas não encontraram ligação entre a vacina da hepatite B fabricada pela Kangtai Biological Products e a morte de 17 crianças pouco tempo depois de terem sido imunizadas.

A China deu início a uma investigação no mês passado, quando decidiu suspender a utilização de todas as vacinas produzidas pela Kangtai, após a morte de duas crianças a quem foram administradas as vacinas.

Yu Jingjin, diretor da area de controlo de doenças da Comissão Nacional de Saúde e Planeamento Familiar da China, declarou que nove das mortes não estavam relacionadas com a vacina. Segundo as autoridades, as mortes, que ocorreram entre pacientes com menos de cinco anos de idade, foram causadas por problemas variados, incluindo pneumonia grave, insuficiência renal e asfixia. Jingjin acrescentou que uma análise preliminar não conseguiu identificar uma ligação entre a vacina da Kangtai e as mortes das restantes oito crianças.

As autoridades de saúde aguardam pelos resultados das autópsias para confirmar a análise preliminar, citou o “Firstword”. Entretanto, Li Guoqing, da Food and Drug Administration da China, indicou que foram detetados alguns problemas com as práticas de produção ou qualidade das vacinas da Kangtai. A companhia afirmou que está a colaborar ativamente na investigação e a realizar os seus próprios testes.

Em notícias relacionadas, as autoridades chinesas suspenderam a produção das vacinas produzidas pela Kangtai, Tiatan Biological Products e Dalian Hissen Bio-Pharm, depois de concluírem que as empresas falharam no cumprimento das novas guidelines de qualidade. A Tiantan adiantou que vai retomar a produção no segundo semestre de 2014, quando abrir as novas instalações de produção, que estão em conformidade com as regulamentações governamentais.

Envie este conteúdo a outra pessoa