Administração do Hospital de Loures contra encerramento da sua farmácia 0 613

Ainda na sequência do veto do Presidente da República à reabertura da farmácia do Hospital Beatriz Ângelo, Artur Morais Vaz, Administrador Executivo do Hospital de Loures, declarou, em exclusivo ao portal NETFARMA, que «o encerramento da Farmácia comunitária instalada no Hospital Beatriz Ângelo constitui um efetivo prejuízo para as centenas de utentes que diariamente frequentam o Hospital»

À semelhança do manifestado pela proprietária da farmácia, Eunice Barata, Artur Morais Vaz coloca expetativa numa resposta «cabal» por parte do Parlamento às dúvidas suscitadas no veto presidencial e que, como consequência, se permita a reabertura do que considera ser «um equipamento indispensável ao acesso conveniente aos medicamentos».

Envie este conteúdo a outra pessoa