3,8 milhões de portugueses tomaram medicamentos para a constipação/gripe em 2020 107

Cerca de 3,8 milhões de portugueses tomaram medicamentos para a constipação ou gripe em 2020.

Os dados são de um estudo TGI, da Marktest, que alerta que este é um número inferior ao registado em anos anteriores.

A razão deve-se a 2020 ter sido um ano marcado pela pandemia de covid-19, em que grande parte da população se manteve confinada e com contactos pessoais reduzidos (em regime de teletrabalho e ensino à distância).

Em 2020, cerca de 3,8 milhões dos inquiridos com 15 e/ou mais anos, residentes em Portugal Continental, tomou medicamentos para a constipação e/ou gripe, o que corresponde a 44,7%.

Este valor é 21,6% inferior ao registado em 2019.

Quem consumiu mais medicamentos para a constipação e/ou gripe foram as mulheres, assim como os homens entre os 25 e os 34 anos, e entre os 45 e 64 anos.

Por região, o Grande Porto, destaca-se, apresentando uma percentagem acima da média, com 56,2%.

Os dados e análises apresentadas fazem parte do estudo TGI, propriedade intelectual da Kantar Media, e do qual a Marktest detém a licença de exploração em Portugal.

Envie este conteúdo a outra pessoa