Pormenor? 0 218

“Se o homem soubesse o valor que tem a mulher andaria de gatas à sua procura”.

Há dois modos de ler esta frase. A versão dita masculina: “Se o homem soubesse o valor que tem, a mulher andaria de gatas à sua procura”. E a versão mais feminina: “Se o homem soubesse o valor que tem a mulher, andaria de gatas à sua procura”.

A diferença entre elas, como reparou, é apenas o sítio onde se faz a paragem na leitura; ou seja, onde se coloca a vírgula.

Este é um dos muitos exercícios que mostram, de uma forma ligeira, que um simples pormenor pode fazer uma grande diferença.

Na Publicidade é exatamente assim. Uma vírgula mal colocada, um verbo mal escolhido ou uma fotografia mal executada podem deitar por terra a melhor campanha. É, por isso, que um bom comunicador não pode olhar para os pormenores como se fossem algo de somenos importância. Afinal, como alguém disse, o Diabo está nos pormenores.

Mas o inverso também é verdade! A pontuação certa, o verbo certo ou um pequeno toque na composição daquele anúncio pode tornar uma peça normal em algo extraordinário.

Deus também está nos pormenores.

Envie este conteúdo a outra pessoa