Pfizer vende 23 medicamentos a preço de custo. Medida pode chegar a 1,2 milhões de pessoas de países pobres 475

A Pfizer anunciou esta quarta-feira que vai tornar disponíveis mais de duas dezenas de medicamentos, vacina contra a covid-19 incluída, apenas a preço de custo, para determinados países, dos mais pobres do planeta. A decisão foi anunciada durante o encontro anual do Fórum Económico Mundial, em Davos, Suíça.

O objetivo claro é fazer com que 45 países escolhidos para o efeito tenham um acesso mais facilitado a medicação. São nações pobres e com baixos rendimentos, com a maior parte a serem africanas. A lista inclui, no entanto, países como o Haiti, Camboja, Coreia do Norte ou Síria, entre outros.

São 23 os medicamentos e vacinas que tratam infeções, alguns cancros e doenças raras e inflamatórias, produtos que normalmente estão muito facilmente à mercês do Ocidente (União Europeia, EUA).

De referir que dos medicamentos em questão apenas um pequeno número está disponível nos 45 países para os quais a medida da Pfizer é destinada. Segundo a Pfizer, a iniciativa pode permitir o acesso a estes medicamentos a cerca de 1,2 mil milhões de pessoas.

WordPress Ads

Envie este conteúdo a outra pessoa