OF esclarece vacinação de farmacêuticos comunitários 682

A Ordem dos Farmacêuticos (OF), emitiu, no seu portal, um esclarecimento sobre a integração dos farmacêuticos comunitários nos grupos prioritários para vacinação gratuita contra a gripe.

Tendo em conta os vários pedidos de esclarecimento que têm chegado à OF sobre este assunto, decidiu “com absoluta transparência e no cumprimento de um dever de informação aos seus membros” emitir este esclarecimento.

A OF começa por indicar que acompanhou de perto a negociação entre o Governo, através do Ministério da Saúde e da Direção-Geral da Saúde, e as associações de farmácias, da indústria farmacêutica e da distribuição farmacêutica sobre a Campanha de Vacinação contra a Gripe 2020/2021.

Esta negociação “levou à disponibilização de 200 mil doses de vacinas do contingente do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para administração gratuita nas farmácias aos utentes com 65 ou mais anos”.

Segundo a OF, esse “acordo contempla a disponibilização de 10 mil doses da vacina contra a gripe para administração aos farmacêuticos e respetivas equipas que participam na campanha de vacinação deste ano. Estas doses de vacinas estão incluídas no contingente das vacinas disponibilizadas pelo SNS para distribuição nas farmácias”.

Ficou decidido pelas associações setoriais “a atribuição de três doses da vacina a cada farmácia participante, assumindo a coordenação deste processo e a definição de procedimentos para administração destas vacinas do contingente do SNS aos farmacêuticos comunitários”.

A Ordem dos Farmacêuticos conclui que vai continuar a acompanhar a operacionalização desta medida, lembrando que esta é a primeira vez que a rede de farmácias está incluída numa campanha nacional de vacinação contra a gripe sazonal.

Pode ler a informação aqui.

Envie este conteúdo a outra pessoa