Nuno Flora, da Adifa: “As empresas vão até onde podem” 513

O presidente da Associação de Distribuidores Farmacêuticos (Adifa), Nuno Flora, disse recentemente que, visto que a cadeia de medicamentos de frio “tem um custo considerável de energia”, associando isto ao aumento do preço do transporte, houve no primeiro trimestre de 2021 um aumento de aproximadamente 15% nos custos energéticos totais.

“As empresas vão até onde podem. Tentam melhorar a eficiência das suas operações, fazer algum reajuste de rotas das suas entregas, agrupar outras, porque a continuar a este ritmo, do ponto de vista económico, o ano está muito mal encaminhado, o ano está perdido”, lamentou, em declarações à Lusa.

Segundo o presidente da Adifa, as empresas têm tentado que não haja consequências na cadeia de abastecimento e têm conseguido.

“Agora, as empresas obviamente terão de ajustar aquilo que é a sua operação, torná-la mais eficiente e aquilo que é a sua operação junto dos clientes, farmácias, nomeadamente, mas também hospitais, se calhar com alguma redução de alguns dos serviços que é prestado, porque senão não é sustentável”, frisou.

WordPress Ads

Envie este conteúdo a outra pessoa