Maria de Belém defende medicamentos mais baratos para países com menos meios 0 94

Maria de Belém defende fármacos acessíveis para países com menos meios

12 de Fevereiro de 2015

A antiga ministra da Saúde Maria de Belém Roseira defendeu ontem que os países com «menos meios têm de convencer as farmacêuticas a proporcionar medicamentos a um preço acessível», referindo-se ao tratamento da hepatite C.

A dirigente socialista falava à agência “Lusa” à margem do lançamento do livro “Regulação da saúde”, da autoria de Rui Nunes, depois de questionada acerca do acordo para o fornecimento ao Estado português de um tratamento inovador para a doença.

Maria de Belém acrescentou que «há uma indispensabilidade», já que Portugal está no espaço europeu, «que [o acordo] não se verifique apenas na questão da economia, mas sobretudo naquilo que é a aliança necessária entre os países para lutarem pelos instrumentos tão indispensáveis para garantirem o exercício de direitos fundamentais».

O livro “Regulação da saúde”, apresentado ontem em Lisboa, faz uma incursão sobre as mais modernas teorias do Estado, em particular sobre a emergência do conceito de “Estado Regulador”, enquanto modelo de Estado que garante o acesso dos cidadãos a determinados bens sociais, por exemplo, a saúde, a educação ou as utilities (energia, água, transportes, ambiente, entre outros).

Envie este conteúdo a outra pessoa