INFARMED intensifica inspeções para detetar eventuais falhas de medicamentos 0 400

A Autoridade do Medicamento anunciou que vai intensificar as ações de inspeção para detetar eventuais falhas de medicamentos, depois de terem realizado quase 400 inspeções no ano passado a farmácias e distribuidores.

Num comunicado enviado à agência “Lusa”, o INFARMED avançou que durante as inspeções realizadas em 2018 foram identificadas algumas «questões relacionadas com faltas de medicamentos», mas «nenhuma situação que justificasse uma intervenção».

Esta comunicação da intensificação de ações inspetivas surge depois de queixas do setor das farmácias sobre falhas no abastecimento de medicamentos. Apesar de através das inspeções realizadas não terem detetado qualquer questão que justificasse intervenção, o INFARMED decidiu avançar com «um programa inspetivo» que se foca sobretudo «em questões relacionadas com a disponibilidade de medicamentos», sendo as ações dirigidas a distribuidores, farmácias e titulares dos medicamentos.

Segundo a Autoridade, as inspeções devem investigar «práticas relativas às obrigações dos vários intervenientes» no circuito do medicamento. No comunicado o INFARMED comunica também que pretende avançar com outras medidas de «promoção ao acesso a medicamentos», como a clarificação de funções e responsabilidades dos vários intervenientes.

Envie este conteúdo a outra pessoa