GW Pharmaceuticals aposta em medicamento baseado em canabis para combater epilepsia 306

GW Pharma aposta em medicamento baseado em canabis para combater epilepsia

18 de junho de 2014

O medicamento experimental da GW Pharmaceuticals, baseada na planta canabis, tem vindo a apresentar resultados promissores num estudo levado a cabo em crianças com casos de epilepsia intratável. Os bons indicadores apresentados fizeram disparar o valor das ações da farmacêutica britânica, avança a agência “Reuters”.  

 

A companhia, que possui uma licença para o cultivo de canabis no Reino Unido, está a desenvolver um leque alargado de produtos denominados como medicamentos canabinoides, estando já a comercializar na Europa o produto Sativex, indicado para  espasticidade decorrente de esclerose múltipla.

 

A GW Pharmaceuticals divulgou os excelentes resultados obtidos com um grupo de 27 crianças e jovens adultos com epilepsia intratável após administração do seu produto Epidiolex ao abrigo de um programa que envolveu dois hospitais Norte-Americanos.

 

Segundo a informação veiculada pela GW, os resultados após 12 semanas de terapia são «encorajadores», com uma redução da frequência dos ataques de epilepsia em mais de 50%. A GW planeia agora dar início às fases II/III do ensaio clínico durante o segundo semenstre 2014. 

 

Justin Gover, CEO da GW referiu que espera que o produto Epidiolex esteja pronto para aprovação pelas entidades reguladoras americanas e europeias em 2016.

 

O Epidiolex garantiu o estatuto de “medicamento órfão” pela U.S. Food and Drug Administration (FDA), o que para além de lhe conferir exclusividade, poderá facilitar a sua entrada no mercado.

 

Tal designação reflete a necessidade de novas abordagens científicas para ajudar e tratar crianças com síndromes epiléticos severos.

Envie este conteúdo a outra pessoa