Governo aumenta comparticipação dos testes rápidos de antigénio 395

O Ministério da Saúde vai aumentar o valor da comparticipação dos Testes Rápidos de Antigénio (TRAg) de uso profissional de 10 para 15 euros, no âmbito do regime excecional de comparticipação destes testes.

O anúncio foi feito pelo Gabinete da Ministra da Saúde, através de comunicado enviado.

Esta nova medida surge “numa altura em que é recomendado o esforço de testagem a nível nacional”.

Assim, pretende-se “aumentar os incentivos para que mais laboratórios de análise clínicas e farmácias adiram ao esforço conjunto de combate à pandemia, através da deteção precoce de casos de infeção por SARS-CoV-2, sem aumentar os constrangimentos financeiros por parte dos utentes”, indica a nota.

Segundo o Gabinete da Ministra da Saúde, “neste momento, dos 278 concelhos em Portugal Continental 216 têm pelo menos um laboratório ou uma farmácia que realizam TRAg comparticipados”.

A nota indica ainda que a “Task Force de Testagem tem vindo a reforçar a rede de testagem no país, que já conta neste momento com 163 laboratórios e mais de 1300 entidades que realizam TRAg de uso profissional”.

Para além disso, “estão ainda a ser desenvolvidos mecanismos no sentido de reforçar a abrangência da testagem a nível nacional, nomeadamente através de iniciativas das câmaras municipais, da colaboração do setor social e da Cruz Vermelha, ente outros organismos”, termina o comunicado por informar.

Lembrar que, a adesão a este regime, que entrou em vigor em julho, é voluntária.

Envie este conteúdo a outra pessoa