Empresa brasileira produz vacina russa Sputnik V 157

O Fundo Russo de Investimento Direto (FIDR) anunciou que a empresa brasileira União Química produziu o primeiro lote da vacina russa Sputnik V contra a covid-19.

A informação foi avançada através de comunicado da FIDR.

O FIDR transferiu para a União Química a tecnologia necessária para o início da produção, além de documentação científica e biomateriais.

A nota indica ainda que “depois de passar pelo procedimento de controlo de qualidade do Centro Gamaleya, a vacina produzida pela União Química será exportada para outros países da América Latina no combate à covid-19”.

As duas empresas concordaram em fornecer 150 milhões de doses da Sputnik V aos países latino-americanos, durante 2021.

Lembrar que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o órgão regulador e de vigilância sanitária do Brasil, proibiu a importação da vacina russa fabricada fora do país. O uso do imunizante russo fabricado no país ainda não foi autorizado pela Anvisa.

Envie este conteúdo a outra pessoa