Covid-19: OMS considera utilização de dexametasona um “avanço científico” 405

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considerou que a utilização de dexametasona, medicamento da família dos esteróides, que reduziu significativamente a mortalidade em pacientes com covid-19, é um “avanço científico” na luta contra a pandemia.

Esta declaração foi avançada por Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, após o Governo britânico ter anunciado que o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS, na sigla inglesa) vai começar a utilizar dexametasona para combater a doença provocada pelo SARS-CoV-2, depois de um “grande estudo” que foi feito para encontrar um medicamento eficaz no combate contra a pandemia.

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Saúde britânico, Matt Hancock, através de uma publicação na rede social Twitter. (Pode ler a notícia completa aqui)

Para Tedros Adhanom Ghebreyesus “são boas notícias”, e aproveitou para “congratular o Governo britânico, a Universidade de Oxford e os muitos hospitais e pacientes no Reino Unido que contribuíram para este avanço científico que salvou vidas”.

Envie este conteúdo a outra pessoa