Bastonária acredita que esforços do Governo levarão à desconvocação da greve dos farmacêuticos 0 184

Bastonária acredita que esforços do Governo levarão à desconvocação da greve dos farmacêuticos

 


12 de julho de 2017

A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Paula Martins, disse hoje ter esperança na desconvocação da greve da classe prevista para a próxima semana, alegando existirem «grandes esforços» do Governo para a criação de uma carreira profissional.

«Temos muita esperança que a greve possa ser desconvocada, porque estão a haver grandes esforços do Governo e do Ministério da Saúde para a questão da carreira», afirmou à agência “Lusa” Ana Paula Martins, à margem de uma visita ao Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).

A responsável considerou que «não há nenhuma razão para que a carreira não seja aprovada, muito brevemente, nos próximos dias, em Conselho de Ministros», realçando que «está tudo acordado» entre as partes.

«A decisão é do sindicato, mas estou convencida que, assim que o Governo der uma garantia formal do agendamento do diploma em Conselho de Ministros, o sindicato e a sua direção tomarão as devidas providências para cancelar a paralisação», disse.

Os farmacêuticos têm marcada uma greve marcada para entre as 00:00 do dia 18 e as 24:00 horas do dia 19 deste mês para exigir a imediata publicação da carreira farmacêutica, já negociada com o Ministério da Saúde e consequente criação de uma carreira para os profissionais em regime de Contrato Individual do Trabalho (CIT).

Convocada pelo Sindicato Nacional dos Farmacêuticos e com o apoio da Ordem, a greve pretende ainda protestar e denunciar a precariedade e falta de estabilidade no emprego, a insuficiência de quadros nos serviços, a falta de abertura de vagas para formação pós-graduada e as más condições de trabalho nos serviços farmacêuticos.

Envie este conteúdo a outra pessoa