Notícias / Saúde

Diabéticos vão ter comparticipação em novo dispositivo para medir glicose

 


14 de novembro de 2017

Os doentes com diabetes tipo I vão ter disponível um dispositivo para monitorização dos níveis de glicose que evita as picadas diárias, comparticipado em 85% e que vai chegar a 15.000 pessoas no primeiro ano, anunciou ontem o INFARMED.

Em comunicado, o INFARMED, revelou ter concluído ontem as negociações que se traduziram na comparticipação em 85% do dispositivo ‘FreeStyle Libre’ num acordo com a empresa farmacêutica Abbot que prevê o tratamento no primeiro ano de 15 mil pessoas com diabetes de tipo I, uma doença autoimune que implica injeções diárias de insulina, avançou a "Lusa".

«Todas as crianças com mais de quatro anos serão beneficiadas com este dispositivo», refere o comunicado.

Segundo o INFARMED, o novo dispositivo «mede automaticamente os níveis de glicose e está indicado em substituição dos testes até aqui realizados no âmbito da autogestão da doença».

«É particularmente relevante para as crianças e para os doentes que administram diariamente múltiplas doses de insulina, encontrando-se assim sujeitos a sucessivas picagens no dedo ao longo do dia. O sistema garante um maior controlo das hipoglicémias (baixas de açúcar no sangue) e pode disponibilizar uma imagem da glicemia do doente correspondente ao período de 24 horas. O sensor do sistema ‘FreeStyle Libre’ é aplicado na parte posterior do braço e armazena os dados de glicose continuamente durante até 14 dias», explica o INFARMED.