Notícias / Empresas e Produtos

Suspensão temporária de anticoncecional Essure não está relacionada com segurança do produto

 


09 de agosto de 2017

A farmacêutica Bayer, que comercializa o contracetivo Essure, retirado do mercado espanhol durante três meses, assegurou que «esta suspensão temporária não está relacionada com qualquer questão de segurança ou de qualidade do produto».

Depois de Agência Espanhola do Medicamento e Produtos de Saúde (AEMPS) ter retirado o fármaco do mercado, a empresa Bayer explicou, em comunicado, que a National Standards Authority of Ireland decidiu não renovar o certificado porque «não encerrou o processo de recertificação do produto antes da data em que este expirava, a 3 de agosto».

Assim, explica a empresa, a comercialização do Essure tem de ser suspensa temporariamente nos mercados onde é distribuído com a marcação CE, entre os quais Espanha.

Citada pela agência “Lusa”, a Bayer salienta que a agência espanhola observou que os dados existentes «não questionam a relação benefício/risco do dispositivo».

Quanto às mulheres que já têm o Essure, a AEMPS refere que «não aconselha a sua remoção ou a alteração da sua monitorização».

A empresa afirma ainda que «a segurança do paciente e o uso adequado do Essure é a principal prioridade para a Bayer».